BUSQUEDA AVANZADA

QUE VEM A SER HUM CLERO POBRE, E ASSALARIADO? [5 folhetos]

CHATEAUBRIAND, (François René Auguste de) e outros.

Referencia Librería: 2011PG022
Português / Portuguese Questão Resolvida Na Camera dos Pares de França. Por Mr. F. A. Chateaubriand, Par de França. Discite justitiam moniti... Virg. LISBOA: Na Typografia Maigrense. Anno de 1822. Calçada de Santa Anna Nº 96. 5 Obras in 4º encadernadas num volume de 20,7x15,1 cm. Com 23, [i em br.] págs. [ver a paginação em baixo junto de cada uma das restantes obras]. Encadernação da época com a lombada em pele, com ferros a ouro. O autor da tradução foi Fr. Fortunato de São Boaventura, cujas iniciais estão no fim deste discurso de Chateaubriand. O exemplar da segunda obra tem falta das duas páginas finais de um apêndice de 8 páginas. A lombada tem o título: Discursos Políticos e Religiosos. As duas primeiras obras estão ligadas à implantação do Regime Liberal em Portugal e apresentam posições contrárias à ideologia liberal e a favor da defesa da religião e de um regime monárquico absoluto em que o poder do rei é de origem divina. As três restantes obras são já do período do regime liberal da Monarquia Constitucional, em pleno funcionamento e tratam dos seguintes assuntos: 1 - Defende alterações a um projecto de lei muito radical que pretendia expropriar quase todos os bens dos conventos femininos ainda existentes, das mitras, cabidos, colegiadas e seminários; 2 - um discurso pronunciado na Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa, (o autor foi seu fundador e presidente) perante o rei consorte D. Fernando II, marido de D. Maria II; 3 - Uma homenagem ao Duque de Palmela, um dos políticos moderados apoiante de D. Pedro IV que foi essencial para a vitória dos liberais. Conjunto de 5 obras muito raras e importantes para o estudo da implantação do regime liberal em Portugal, a grande revolução dos últimos 200 anos, que provocou profundas alterações políticas e sociais. As obras são as seguintes: 2 - COIMBRA BOTADO. (Duarte Gorjão da Cunha) O SECULO 19 EXPLICADO A" VISTA DA BIBLIA, Por Duarte Gorjão da Cunha Coimbra Bottado. LISBOA: Na Typografia Maygrense. Anno 1824. Rua de Santo Antonio aos Capuchos, Nº 87. Com 98 (i.e. 99), [i em br.], [6] págs. Entre as páginas 57 e 58 tem uma página em branco. Exemplar com falta das páginas 7 e 8 da segunda paginação, que contém uma Exposição do autor feita em 10 de Julho de 1823. 3 - SILVA CABRAL. (José Bernardo da) DISCURSO SOBRE A DESAMORTISAÇÃO DOS BENS DA IGREJA Pronunciado pelo Deputado... Na sessão Nocturna de 2 de Agosto de 1860 LISBOA Typographia de Joaquim Germano de Sousa Neves. 1860. Com vi, 7-37, [i] págs. 4 - LIMA LEITÃO. (António José) DISCURSO PRONUNCIADO NA SESSÃO ANIVERSARIA SOLEMNE DA SOCIEDADE DAS SCIENCIAS MEDICAS DE LISBOA, NO DIA 12 DE MAIO DO CORRENTE ANO DE 1839. Lisboa: 1839. Na Impr. de J. M. R. e Castro. Com 15, [i] págs. 5 - CARREIRA. (Luís António de Abreu e Lima, Visconde da) DISCURSO [...] NA SESSÃO DA INAUGURAÇÃO DO BUSTO DO DUQUE DE PALMELLA. Lisboa Typographia da Revista Universal Proprietario, S. J. Ribeiro de Sá. 1850. Com 16 págs. Os autores: François René Auguste de Chateaubriand. (Saint-Malo, 1768 - Paris, 1848) escritor francês, autor de vasta obra repartida por vários géneros literários, foi político e diplomata. De origem nobre, exilou-se na Inglaterra durante a Revolução Francesa e cortou relações com Napoleão em 1804, ano em que se converteu à religião católica. As suas principais obras: Os Mártires, O Génio do Cristianismo e Memórias de Além-Túmulo, integradas no estilo do pré-romantismo exerceram uma forte influência, em toda a Europa e em Portugal, onde foram traduzidas muitas vezes. Frei Fortunato de São Boaventura (Alcobaça, 1777 - Roma, 1844). Cisterciense do Mosteiro de Alcobaça; doutorou-se em Teologia na Universidade de Coimbra, onde foi nomeado Lente, em 1812, sendo autor de inúmeras investigações históricas de grande rigor e valor científico. Defensor do regime absolutista, faleceu no exílio em Roma. Duarte Gorjão da Cunha Coimbra Botado (Nossa Senhora da Oliveira de Matacães, Torres Vedras, 1782 - 1827). 9.º Morgado de Freiria, 8.º Morgado do Bombarral e de vários outros morgados e vínculos, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real, Tenente-Coronel do Regimento das Milícias de Torres Vedras, Governador Militar de Alenquer e Inspector dos Hospitais Militares. Foi autor de outras obras, uma delas em defesa da Rainha Carlota Joaquina. José Bernardo da Silva Cabral (Fornos de Algodres, 1801 - Lisboa, 1869). Irmão de António Bernardo da Costa Cabral, que foi várias vezes ministro e Presidente do Conselho de Ministros. José Bernardo, 1.º Conde de Cabral, foi um político muito activo, apoiou as políticas do seu irmão e fundou os periódicos diários: O Estandarte e O Rei e Ordem, onde publicou muitos artigos. António José de Lima Leitão (Lagos, 1787 - Lisboa, 1856). Médico, político, militar e escritor. Foi membro da Maçonaria e integrou a Legião Portuguesa, corpo de tropas que serviu o exército Napoleónico. Foi um dos pioneiros da medicina homeopática em Portugal. Distinguiu-se como tradutor de Horácio, Lucrécio, Boileau e Milton - O Paraíso Perdido. Luís António de Abreu e Lima (1785-1871). Visconde da Carreira, por decreto de 20 de Agosto de 1862, diplomata. Recusou-se a jurar a constituição de 1822, foi apoiante e amigo do Duque de Palmela. É autor de diversas obras e a correspondência com o Duque, foi publicada pela sua viúva. 5 Works in quarto bound in a volume of 20.7x15.1 cm. 23, [i in bl.] pp. [see the pagination below next to each of the remaining works]. Contemporary binding with leather spine, with gilt lettering. The author of the translation was Fr Fortunato of St Bonaventure, whose initials are at the end of this speech by Chateaubriand. The copy of the second work is missing the final two pages of an 8-page appendix. The spine holds the title: Discursos Políticos e Religiosos. The first two works are linked to the establishment of the Liberal Regime in Portugal and present positions contrary to liberal ideology and in favour of the defence of religion and an absolute monarchical regime in which the king"s power is of divine origin. The three remaining works are from the period of the liberal regime of the Constitutional Monarchy, in full operation, and deal with the following subjects: 1 - It defends alterations to a very radical bill that intended to expropriate almost all the property of the still existing female convents, chapter houses, collegiate schools and seminaries; 2 - a speech given at the Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa, (the author was its founder and president) before the king consort Fernando II, husband of Queen Maria II; 3 - A tribute to the Duke of Palmela, one of the moderate politicians who supported King Pedro IV and was instrumental in the victory of the liberals. Set of 5 very rare and important works for the study of the establishment of the liberal regime in Portugal, the great revolution of the last 200 years, which caused profound political and social changes. The authors: François René Auguste de Chateaubriand (Saint-Malo, 1768 - Paris, 1848). French writer, author of a vast body of work spread over several literary genres, was a politician and diplomat. Of noble origin, he went into exile in England during the French Revolution and broke off relations with Napoleon in 1804, the year he converted to the Catholic religion. His main works: The Martyrs, The Genius of Christianity and Memoirs from Beyond the Grave, integrated in the pre-Romanticism style, exerted a strong influence throughout Europe and in Portugal, where they were translated many times. Fr. Fortunato de São Bonaventura (Alcobaça, 1777 - Rome, 1844). A Cistercian from the Monastery of Alcobaça, he gained a doctorate in theology at the University of Coimbra, where he was appointed lecturer, in 1812, and was the author of numerous historical investigations of great rigour and scientific value. Defender of the absolutist regime, he died in exile in Rome. Duarte Gorjão da Cunha Coimbra Botado (Nossa Senhora da Oliveira de Matacães, Torres Vedras, 1782 - 1827). 9th heir of the Majorat of Freiria, 8th heir of the Majorat of Bombarral and of several other majorats and bonds, Noble Knight of the Royal House, Lieutenant-Colonel of the Regimento das Milícias de Torres Vedras, Military Governor of Alenquer and Inspector of Military Hospitals. He was the author of other works, one of them in defence of Queen Carlota Joaquina. José Bernardo da Silva Cabral (Fornos de Algodres, 1801 - Lisbon, 1869). Brother of António Bernardo da Costa Cabral, who was several times minister and President of the Council of Ministers. José Bernardo, 1st Count of Cabral, was a very active politician, supported his brother"s policies and founded the daily periodicals: O Estandarte and O Rei e Ordem, where he published many articles. António José de Lima Leitão (Lagos, 1787 - Lisbon, 1856). Physician, politician, military man and writer. He was a member of the Freemasonry and integrated the Portuguese Legion, a troop corps that served the Napoleonic army. He was one of the pioneers of homeopathic medicine in Portugal. He distinguished himself as translator of Horace, Lucretius, Boileau and Milton - Paradise Lost. Luís António de Abreu e Lima (1785-1871). Viscount of Carreira, by decree of August 20th 1862, diplomat. He refused to swear to the constitution of 1822, was a supporter and friend of the Duke of Palmela. He is the author of several works and his correspondence with the Duke, was published by his widow. Referências/References: Inocêncio IX, 236. Fr. Fortunato de São Boaventura. Inocêncio II, 208-209; IX, 153. Duarte Gorjão da Cunha Coimbra Botado. Inocêncio XII, 260-261. José Bernardo da Silva Cabral. Inocêncio VIII, 203. António José de Lima Leitão Inocêncio V, 210-212. (211, n.º 230) Luís António de Abreu e Lima, Visconde da Carreira. M-3-A-26 Ordens Religiosas / Religious Orders Lutas Liberais / 19th century Portuguese Civil War Igreja Católica /Catholic Church M-3-A-26
DIRECCIÓN:
Rua Pedro Nunes, 2-B, 1050-171, Lisboa, Portugal (Portugal)
CIF: 507441869
Teléfono: +351 213467380
Condiciones de gastos y envíos

Los gastos de envío se calculan para libros de hasta 2 kg de peso, enviados por correo ordinario con registro. Los libros que superen este peso están sujetos a una solicitud de franqueo adicional según las tarifas del operador.

Los envíos internacionales en los que, debido al destino, los costes superen los importes solicitados, están sujetos a solicitudes de franqueo adicional según las tarifas del operador.

Los paquetes pueden enviarse por otro tipo de transportista (TNT, DHL, etc.), siempre com previa consulta con el transportista y con un cargo del importe según las tarifas del operador.

TAMBIÉN PODRÍA ESTAR INTERESADO EN... SELECCIONES UNILIBER